logo faia brava H.png

O QUE ANDAMOS A FAZER

A Reserva da Faia Brava cria espaços de Natureza para um território mais Sustentável. A nossa principal missão é a conservação e restauro ecológico, visitação e aprendizagem.

LIFE Aegypius return

CONSOLIDAÇÃO E EXPANSÃO DA POPULAÇÃO DE ABUTRE-PRETO / 2022-2027

Consolidação e expansão

O projeto "LIFE Aegypius return - consolidação e expansão da população de abutre-preto em Portugal e no Oeste de Espanha", financiado pelo Programa LIFE da União Europeia (EU), pretende consolidar e expandir a população de abutre-preto em Portugal e no Oeste de Espanha.

As colónias de abutre-preto nesta área de distribuição apresentam-se atualmente muito frágeis, com baixa produtividade e ameaçadas por vários fatores.

LIFE_Aegypius_banner_LPN.jpg

foto LIFE_Aegypius_banner_LPN

Entre as grandes ameaças à viabilidade da espécie em Portugal, incluem-se a destruição do habitat pelo aumento dos incêndios florestais, o uso ilegal de veneno, a disponibilidade limitada de alimento devido a restrições sanitárias e às reduzidas populações de herbívoros silvestres, o consumo de recursos alimentares contaminados por fármacos veterinários ou chumbo (das munições de caça), a perturbação humana durante a época de reprodução e a morte por colisão/eletrocussão em linhas elétricas.

O objetivo do projeto a longo prazo é assegurar o estado de conservação favorável do abutre-preto em Portugal através da consolidação, melhoria e aceleração da recolonização natural em curso da espécie, melhorando o seu habitat e as condições de alimentação, ao mesmo tempo que limitando as ameaças e desenvolvendo as capacidades nacionais.

LIFE21 Aegypius Return - O Programa LIFE é o instrumento de financiamento da UE para o ambiente e a ação climática. Em 21 de Maio de 2022, fez trinta anos.

Faia Brava Research and Education Learning Lab

FUNDAÇÃO BELMIRO DE AZEVEDO / 2022 - 2025

Educação no terreno

Nos últimos anos, as necessidades das escolas estão a evoluir crescentemente para aulas no terreno e em que se possam relacionar com os mais prementes desafios das sociedades contemporâneas.

 

Temas como a perda de biodiversidade, as alterações climáticas, o abandono rural, ou as transições agrícolas e energéticas, obrigam-nos a preparar as novas gerações para uma efetiva procura de possíveis soluções para as mesmas.

Louva deus 2.jpg

foto João Cosme

Novas abordagens à conservação da natureza, tais como a renaturalização, requerem mais estudo e compreensão. E a nossa geração futura precisa desse envolvimento nos grandes desafios ambientais que entretanto nos oferecem perspectivas de futuro!
A Faia Brava/ATNatureza tem mais de 15 anos de experiência no desenvolvimento e oferta de programas educativos às escolas primárias e secundárias e aos seus professores.

 

Até agora, estes programas têm sido feitos com base em pequenos projetos, e ou como iniciativas espontâneas. Ajuda-nos a dar este próximo grande passo com a criação de um Laboratório permanente de Educação, Investigação e Desenvolvimento.

Apoio à Transição Climática

REACT-EU/2021 FEDER - APOIO À TRANSIÇÃO CLIMÁTICA / 2023

Intervenções de resiliência

A Faia Brava apresenta um elevado risco de desertificação sendo urgente deter esse problema, melhorando a regeneração natural, e restaurando a floresta mediterrânica num "regresso ao futuro".

 

O nosso objetivo é restaurar a paisagem de Montado com 80 árvores adultas por hectare acelerando assim a regeneração da floresta mediterrânica na Faia Brava. Aplicar e comparar diferentes metodologias como a dispersão de sementes, "poda de formação" e plantação de árvores utilizando diferentes técnicas.

Serra da malcata.jpg

foto João Cosme

Melhorar as condições de 􀂧florestação com ênfase na disponibilidade de água e na prevenção de incêndios como estratégia de combate à desertificação. Apresentar, igualmente, uma estratégia de combate à desertificação em áreas semiáridas degradadas, nomeadamente nesta que é a mais típica para a paisagem degradada no nordeste de Portugal e possivelmente para muitas áreas da península ibérica. Divulgar resultados através de atividades de intercâmbio de conhecimentos e educação para profissionais, estudantes e crianças em idade escolar.

COMPETE 2020 - FEDER - Intervenções de Resiliência dos Territórios face ao risco - Combate à desertificação através da rearborização e de ações que promovam o aumento da 􀂦fixação de carbono e de nutrientes no solo.

An Impulse for Biodiversity in Faia Brava

VIRIDIA I E II / 2020 - 2022

Medidas de conservação

Esta proposta de projeto inclui um conjunto de medidas de conservação da natureza na reserva da Faia Brava com impacto direto na biodiversidade. Funciona tanto a curto como a longo prazo, tanto defensivo como ativo.

 

A longo prazo propomos acelerar a reflorestação através da poda de 25 ha de mato e sobreiro, potenciando o crescimento vertical, e a criação de quatro manchas de biodiversidade florestal (cada 0,25ha) como futuro banco de sementes para reflorestação natural. 

Flor7_edited.jpg

foto João Cosme

Como medida defensiva, propomos desmatar 50ha de áreas dominadas por arbustos para reduzir o risco e o impacto dos incêndios florestais e criar um corredor de incêndio para parar os incêndios florestais. Além disso, propomos a criação de um poço no Norte que atrairá herbívoros que agora ficam no Sul. Uma melhor dispersão natural de herbívoros aumentará a diversidade estrutural da vegetação e, portanto, a biodiversidade. O monitoramento das ações e sua efetividade faz parte do projeto. O projeto será executado com equipe própria, e especialistas externos quando necessário.

VIRIDIA I & II - An Impulse for Biodiversity in Faia Brava

para mais informações: https://viridia.pt/why-we-exist/our-projects/faia-brava/

 

LIFE Wolflux

REWILDING - LIFE WOLFLUX / 2019 - 2023

Conservar a população do Lobo-ibérico

O Life Wolflux é um projeto financiado pela União Europeia focado na conservação da população do lobo-ibérico a sul do Douro.


O lobo-ibérico é uma das espécies mais ameaçadas do nosso país, correndo risco de extinção. A subpopulação portuguesa de lobo-ibérico a sul do Rio Douro encontra-se severamente fragmentada e altamente isolada do resto da população ibérica, devido a barreiras geográficas, ecológicas e sociais.

lobo-1.jpg

foto ?????????

O projeto LIFE WolFlux visa promover as condições ecológicas e socioeconómicas necessárias para apoiar a viabilidade desta subpopulação de lobo-ibérico. A ATNatureza é responsável pelas ações de educação ambiental do projeto. Trabalhamos com as escolas da região no sentido de sensibilizar as crianças e jovens para a importância da conservação desta espécie.

REWILDING - LIFE WOLFLUX / 2019 - 2023

Para mais informações visita o site do projeto: https://rewilding-portugal.com/pt/life-wolflux/

 

Estratégia Nacional de Educação Ambiental

FUNDO AMBIENTAL - AMBIENTE E AÇÃO CLIMÁTICA / 2023

Participação ativa da população

A disseminação de conhecimento rigoroso sobre os valores do território, dos problemas que enfrentam e das suas possíveis soluções, apresenta-se como um caminho crucial para a sensibilização dos cidadãos para os serviços que os valores naturais do território prestam às suas vidas e à atividade económica.

O presente programa de Educação Ambiental visa a capacitação cívica e a participação ativa da população na conservação dos valores naturais, numa altura em que a sociedade enfrenta grandes desafios societais, tais como as alterações climáticas e os eventos extremos a elas associadas.

Vindimas Riba.Coa.jpg

João Cosme

Propõe-se estabelecer um programa de sensibilização sobre o Valor do Património Natural da região fronteiriça do Ribacôa e as ameaças das Alterações Climáticas à sua preservação. Com ênfase na componente de Educação Ambiental, este será um programa dirigido à comunidade escolar, apresentando-se num contexto de integração multidisciplinar nos programas educativos bem como em atividades extracurriculares. Por outro lado, pretende-se fomentar, igualmente, práticas de interação ambiental lúdica e não-formal num público mais amplo do ponto de vista da sua diversidade e pluralidade etária, social e cultural, que estimule uma relação de longo prazo entre os habitantes do território e o mundo natural, baseada numa lógica de respeito pela integridade ambiental. Pretende-se assim dar um contributo para as três vertentes primordiais da Estratégia Nacional de Conservação da Natureza e Biodiversidade 2030 (ENCNB 2030), nomeadamente:

a) Melhorar o estado de conservação do património natural;

b) Promover o reconhecimento do valor do património natural; 

c) Fomentar a apropriação dos valores naturais e da biodiversidade pela sociedade.

 

FUNDO AMBIENTAL - Ambiente e Ação Climática

Trees for All

RESTAURAÇÃO DA PAISAGEM E REFLORESTAÇÃO NA FAIA BRAVA

Pequenos bosques mediterrânicos

A Beira Alta, região onde se encontra a Reserva da Faia Brava, está a sofrer um processo de desertificação devido às alterações climáticas. As paisagens são cada vez mais dominadas por vegetação arbustiva, como o caso da giesta, o que aumenta o risco de propagação de incêndios.

As florestas desempenham um papel crucial no combate às mudanças climáticas e à perda de biodiversidade. Funcionam como um banco de sementes e enriquecem o solo com matéria orgânica, aumentando os seus nutrientes e a sua capacidade de retenção de água.

Tree for All in Faia Brava.png

foto Faia Brava

As florestas são, igualmente, essenciais para o sequestro de carbono, e para o aumento da resiliência do habitat contra fogos florestais. 


A ATN, através do projeto “Trees for All”, pretende combater estes fatores através da criação de pequenos bosques mediterrânicos com a plantação de 8000 árvores nativas. As ações deste projeto são também utilizadas como ferramentas de educação ambiental, através de convites a alunos de diferentes escolas para a participação nas plantações e em conversas sobre a importância das mesmas.

Landscape restoration and reforestation in Faia Brava, Portugal

Para mais informações visita o site do projeto: https://treesforall.nl/en/projects/portugal/

foto João Cosme

LIFE Club de Fincas

POR LA COMSERVACIÓN DEL OESTE IBÉRICO / 2012 - 2017

Conservação de habitats

O projeto transnacional (Espanha e Portugal) tem como objetivo geral melhorar o estado de conservação e população/área dos principais habitats e espécies da Península Ibérica Ocidental (pela sua área ocupada/representatividade e/ou interesse de conservação de acordo com a sua escassez ou importância ecológica ) dos pisos bioclimáticos meso e supramediterrânico. Para isso, propomos intervir num total de 10 sítios Natura 2000 com diferentes ações de melhoria das aves (SPAs) e dos habitats (SCIs). Os objetivos específicos são:

Coa Faia Brava.jpg

foto João Cosme

- Sensibilização a nível local, regional e nacional sobre o território ibérico ocidental como uma unidade ecológica transnacional de enorme valor para a conservação da biodiversidade na Europa.

 

- Melhoria do estado de conservação dos habitats e da superfície das zonas húmidas, ecossistemas ribeirinhos, galerias e matas ciliares, montados de azinheira.

- Melhores recursos alimentares para a águia-imperial, águia-real, bufo-real.

- Melhoria dos níveis populacionais de abutre-preto, britango, águia-de-bonelli, cegonha-preta e peneireiro-das-torres.

LIFE12NAT/ES/000595 - FUNDACIÓN NATURALEZA Y HOMBRE 

para mais informações: https://fnyh.org/educacion-ambiental/life-club-de-fincas/

foto João Cosme

R-WILD-CÔA

ECOLOGICAL CHALLENGES AND OPPORTUNITIES

OF TROPHIC REWILDING IN CÔA VALLE / 2020 - 2023

Impacto dos ungulados

Este projeto, desenvolvido por investigadores da Universidade de Aveiro em parceria com diversas outras instituições, inclusivamente a Associação Transumância e Natureza, tem como objetivo prever o impacto dos ungulados na funcionalidade dos ecossistemas mediterrânicos.

Os grandes herbívoros, nomeadamente os ungulados, desempenham um papel fundamental no equilíbrio trófico dos ecossistemas. A presença destes animais no Vale do Côa, e a sua relação com o Homem, remontam ao Paleolítico, como representado nas gravuras rupestres encontradas nesta região.

DSC_1976_ANA BERLINER.JPG

foto Ana Berliner

No entanto, a ação humana contribuiu para o desequilíbrio do ecossistema local e para o desaparecimento dos ungulados silvestres. O chamado "trophic rewilding" permitiu, em parte, que os ungulados regressassem ao Vale do Côa, tornando-o num laboratório de excelência para testar e quantificar a ação destes animais como "engenheiros" dos ecossistemas mediterrânicos. Ao integrar uma variedade de equipas e disciplinas especializadas (e.g., ecologia, microbiologia, veterinária), o projeto rWILD-COA pretende:

i) prever de que forma os ungulados impactam os processos ecológicos, o funcionamento do solo (e.g., atividade microbiana do solo, ciclo biogeoquímico), a estrutura da vegetação e a comunidade de invertebrados através das suas atividades de pastoreio, pisoteio, etc.;

ii) explorar as vias diretas e indiretas pelas quais os ungulados diluem ou intensificam as mudanças na riqueza e diversidade de espécies em face de outras perturbações ambientais, como as alterações climáticas;

iii) avaliar os efeitos do pastoreio extensivo e intensivo na mitigação do risco de incêndio;

iv) analisar a relação planta-solo e a competição inter e intraespecífica na eficácia do pastoreio, qualidade da dieta e performance individual dos animais reintroduzidos.

O rWILD-COA representa uma abordagem de interesse transversal, onde evidências científicas apoiam a manutenção e/ou restauro de ecossistemas mediterrânicos.

Para mais informações visita o site do projeto:

http://www.cesam.ua.pt/?menu=&language=eng&tabela=projectosdetail&projectid=1547

 

Um Futuro de Vida Selvagem

CRIANDO UM FUTURO MAIS SELVAGEM PARA O VALE DO GRANDE CÔA, IBÉRIA OCIDENTAL

Corredor de vida

Este projeto irá criar um corredor de vida selvagem crucial no Vale do Grande Côa e transformar uma região com níveis atualmente elevados de despovoamento rural e perda de espécies numa região com novas oportunidades para as pessoas e a vida selvagem.

 

O Vale do Côa do Norte de Portugal é uma região importante para aves de rapina e predadores de ápice, mas a caça excessiva e a perseguição diminuíram as populações destas espécies, perturbaram as cadeias alimentares e danificaram a ecologia local.

Coa FBrava.jpg

foto João Cosme

Este projeto irá criar um corredor de vida selvagem crucial no Vale do Côa e transformar uma região com níveis atualmente elevados de despovoamento rural e perda de espécies numa região com novas oportunidades para as pessoas e a vida selvagem. A reintrodução de espécies e a recuperação da floresta mediterrânica rica em biodiversidade criará as condições para o regresso da vida selvagem, e sustentará o desenvolvimento de uma economia moderna, baseada na natureza, que serve como um modelo regional.

The Endangered Landscapes Programme

Para mais informações visita o site do projeto: https://www.endangeredlandscapes.org/project/greater-coa-valley/

foto João Cosme

LIFE Rupis

CONSERVAÇÃO DO BRITANGO E DA ÁGUIA-DE-BONELLI

NO VALE DO RIO DOURO  / 2015 – 2019

Britango e Águia-de-bonelli

O 'Life Rupis – Conservação do britango e da águia-de-bonelli no vale do rio Douro’  é um projeto de conservação transfronteiriço, com a duração de 4 anos (2015 – 2019), cofinanciado através do programa LIFE da Comissão Europeia.

O projeto, que decorre em território português e espanhol, mais concretamente nas áreas protegidas do Douro Internacional e Vale do Rio Águeda e dos Arribes del Duero, pretende implementar ações que visam reforçar as populações de britango e águia-de-bonelli nesta região, através da redução da sua mortalidade e do aumento do seu sucesso reprodutor.

Britango.jpg

foto João Cosme

O abutre-preto e o milhafre-real são espécies que também irão beneficiar das ações do projeto.

LIFE14 NAT/PT/000855 

Para mais informações visita o site do projeto: http://www.rupis.pt/pt/

foto João Cosme